Terapia

TPM x Agressividade Infantil

By

A relação da TPM com a agressividade das crianças.

Vamos começar refletindo nas mães de hoje que tem muitas atividades ao mesmo tempo para fazer. Vou chamá-las carinhosamente de multi-tarefas.

As mulheres multi-tarefas estão em todos os lugares, seja no mundo corporativo, seja como empreendedoras, como organizadoras do seu lar ou até em todos os itens anteriores.

O fato é, atualmente exercemos muitas funções e dentro do nosso trabalho, dentro da nossa família e muito pouco por nós. Gerônimo Thelm em seu livro Academia de Produtividade fala desse três pontos e ainda inclui um quarto para que a produtividade seja alcançada chamado Equilíbrio.

geronimo-theml-academia-da-produtividade

Contudo, quando olhamos o universo feminino temos uma grande diversidade, mas o fato é se não conseguimos colocar equilíbrio nas nossas multitarefas, definhamos.

E quais os sintomas desse definhamento? Vamos começar pelo sono, a dificuldade ou a sua ausência. E conforme vai piorando vamos acordando no meio da noite com pensamentos do tipo “não posso esquecer de fazer isso, não posso esquecer de dizer isso, não posso esquecer…” Além de outros distúrbios neurovegetativos como por exemplo sentir em grande parte do dia angústia e ansiedade. E a medida que vai se agravando vamos perdendo boa parte da nossa vitalidade.  É como se o nosso carro que andava 15 quilômetros com 1 litro de combustível, agora só consegue andar 5 quilômetros com o mesmo combustível. O Dr. Jaques Ménétrier, já em 1930 detectou esse tipo de variação e chamou de Fase distônica ou diátese III. Onde entramos numa fase de estresse muito importante. Nessa fase estamos beirando a fase de exaustão do estresse, ou seja quando chegamos no limite.

Bem, e o que a TPM tem a ver com isso? Quando Dr. Menétrier estudou a fase distônica, as pessoas começavam a apresentar esses sintomas após os 50 anos. Atualmente vemos essa fase se apresentar em pessoas com menos de 20 anos, e tenho relatos de crianças já apresentarem os sintomas neurovegetativos correspondentes.

Para muitas mulheres a TPM é uma fase do mês muito difícil. A sensação de estar o tempo todo no limite é extremamente desgastante. Algumas tomam anticoncepcional, outras caem de boca no chocolate. Mas o fato é que mês após mês parece que só piora. A falta de paciência e a tendência ao “sincericídio” já evidências clássicas de que aquele período monstruoso chegou novamente. E parece que o anterior foi ontem, ou pelo menos no mês passado.

Acontece que o fato de muitas de nós que estão lendo esse artigo somos  multitarefas, pessoas que procuram melhorar sua performance o tempo todo gera um descuido muito grande no quesito Nossa Saúde.

É um fato, para muitas de nós que conseguimos fazer mais pelos outros do que por nós mesmo. Então aqui vai uma super dica para você se cuidar. Tudo que acontece com você em termos de “gangorra emocional” afeta diretamente os filhos. Te convido a prestar atenção, quando você está mais calma, mais paciente consegue administrar melhor as situações com seus filhos, tem mais espaço para a criatividade e com muito amor, trazer calma para as crianças. No período da TPM elas sentem por ressonância tudo que acontece conosco. Observa se nesse período a criança fica mais agressiva, desafia mais, se o sono fica mais perturbado, se na escola fica desobediente. Coloque sua atenção nisso e veja com seus próprios olhos. Outro fato que deixa nossas crianças muito agressivas são os vídeos que elas buscam no celular. Atenção ao que seu filho assiste.

Os desafios de ser mãe nos dias de hoje, são quase que incontáveis. Por  isso convido a todos que leram esse artigo a fazer uma pequena mudança na sua rotina e colocar  períodos de descanso e de auto-cuidado também.

Esses dias eu disse para uma mãe que apresentava esse quadro, pedi para fazer drenagem linfática, ou alguma massagem relaxante. Não apenas para ela, mas para o bem de sua família.  Tratamentos com florais tem muitos bons resultados. Para cada caso é importante estudar os florais mais adequados, por isso procure um terapeuta. Do meu ponto de vista, o que vale mais a pena nessa vida é ter o Estado de Espírito Hamonizado. Faça chuva, faça sol, vente, conseguir manter-se harmonizado em meio de tantas intempéries é realmente um grande motivo de Celebração.

Então eu termino o meu artigo aqui com a seguinte mensagem:

Muitas coisas em nossa vida acontecem por ressonância. Busque tratamentos, terapias para ter o seu campo mais harmonizado. Esse é um processo ativo que merece nossa atenção. A criança ressoa boa parte que o seus pais ressoam.

Tem uma frase que diz ” O fruto não cai longe do pé”.

Renata Pudo

Renata Pudo é fisioterapeuta

Pós-graduada em:

Acupuntura e Medicina Chinesa pelo CEATA
Psicossomática Psicoanalítica pelo Instituto SEDES SAPIENTIAE.

Fez formação em Coaching pela Sociedade Brasileira de Coaching.

É Terapeuta e Formadora do Sistema Araretama de Florais da Mata Atlântica e Palestrante da Empresa Fisioquantic.

www.renatapudo.com.br

Veja Também...